terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Linha Adélia Mendonça ganha prêmio “Pesquisas Científicas do Ano”


                                             Equipe Adélia Mendonça na premiação "Pesquisas Científicas do Ano"
A consagração da linha Adélia Mendonça não é somente de público. No dia 28 de agosto, a farmacêutica responsável pela indústria, Joielle Mendonça, recebeu o prêmio 2011 “Pesquisas Científicas do Ano”, promovido pela revista Vida Estética. A homenagem ocorreu durante o 14º Congresso Brasiliense de Estética Aplicada, realizado em Brasília, de 27 a 29 de agosto de 2011.
O prêmio recebido é o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela indústria, de 2010 a 2011, sempre pautado em estudos científicos, alinhados às tendências de mercado.
Esta é a segunda premiação da linha que, em 2008, foi eleita       “Empresa Revelação do Ano”, também pela Revista Vida Estética, uma das mais importantes publicações na área de estética e beleza, voltada para o público profissional.

Estande Adélia Mendonça em feira de estética

Em entrevista, Joielle Mendonça explica o que está por trás das etapas da pesquisa Adélia Mendonça e a excelência do processo que levou à premiação.
AM: Como é o processo de pesquisa científica da linha? 
Joielle Mendonça: Trabalhamos da seguinte forma: Uma vez ao ano, fazemos uma visita às “mecas” de lançamentos de ponta em princípios ativos, que são os laboratórios suíços, alemães, espanhóis e franceses. Também frequentamos as feiras de lançamentos de produtos na Europa e aqui no Brasil. Além disso, estamos sempre acompanhando os prêmios Nobel na área Química, Dermatológica e cosmetológica, como o “Ativo Destaque do Ano”, divulgado na feira In Cosmetics, além de ativos de ponta dentro da filosofia orgânica e natural, certificados pela Ecocert. Por meio destes estudos, selecionamos projetos que vão sendo requeridos por nossos clientes, e que também acreditamos, serão diferenciados dentro do mercado brasileiro. Só partimos para estudos em bancada, quando os ativos demonstram testes de eficácia in vivo e bons resultados laboratoriais. Então começa a grande pesquisa para a escolha da composição completa, dos testes de bancada e na nossa clínica modelo, onde, após pelo menos seis meses de uso, o produto segue para testes de segurança, que envolvem hipoalergenicidade, toxicidade e eficácia em laboratório credenciado pela Anvisa. Somente depois do registro, o produto é lançado em mercado nacional.
AM: Quanto tempo um produto leva pra ser desenvolvido?
Joielle Mendonça: Isso depende muito, pois a Anvisa limita muito esse tempo. Diria que entre pesquisas mais elaboradas como nós trabalhamos e o lançamento final, o período pode ser de dez meses, podendo alcançar 24 meses. O Instant Perfector, por exemplo, produto recém-lançadoobteve 25 protótipos até chegarmos à formulação final, e entre testes e registrosdurou 24 meses.

Linha Adélia Mendonça para controle da acne, com o retrator de poros Instant Perfector

AM: Qual o diferencial da linha de pesquisa da Adélia Mendonça? 
Preocupamo-nos diariamente em trabalhar não somente com tecnologia de ponta, mas também somar ativos que sejam, de fato, diferenciados. Já faz parte do nosso vocabulário, desde que a linha foi lançada comercialmente – há quase seis anos – os ativos lipossomados, nanoesferizados, com envoltórios de ciclodextrinas e outros É o alicerce que a Adélia Mendonça escolheu ter e vem seguindo, desde o seu primeiro produto lançado no mercado. Acredito que nosso grande diferencial, único no Brasil, é trabalhar com ativos tecnológicos, em altas concentrações, equilibrados em formulações que prezem pelo tratamento global da pele. Um produto na Adelia Mendonça Cosméticos é sempre multifuncional e multifatorial!

AM: No cenário nacional, como a linha se destaca em relação à pesquisa tecnológica? 
Joielle Mendonça: Dedicamo-nos profundamente a esta parte. Nossas palestras e apresentações sempre têm um cunho científico muito forte e, o suporte e retorno que vamos obtendo junto à clínica modelo, nos torna ímpar numa proposta que mescla a eficácia aliada à conduta do profissional de estética. Este suporte, pesquisa e demonstração técnica, aliados ao uso home care também traduz bem o foco das nossas pesquisas de campo, pois temos o objetivo de instruir sempre o profissional que se torna parte da equipe Adelia Mendonça. Hoje, junto ao SAC, busco também auxiliar os profissionais a terem uma visão mais crítica em relação à composição química dos produtos escolhidos em cada tratamento, além de sugerir protocolos personalizados, destacando sempre a composição multifuncional e a questão do equilíbrio da pele, em qualquer tratamento.

AM: Como é, aos 27 anos, ganhar um prêmio nacional de pesquisa científica?
Joielle Mendonça: Extremamente gratificante. Fiquei de fato muito emocionada, pois foi uma surpresa. Desde criança eu leio a revista Vida Estética, e ela foi a primeira empresa a promover glamourosos eventos e encontros de estética no Brasil. Uma organização como esta, que reconhece nosso trabalho, é de fato muito consagrador. Este prêmio para mim serve como estímulo, uma prova de que o caminho que escolhemos, que começa a partir da tecnologia e pesquisa, é o correto. Quero sempre pesquisar e buscar mais, para os clientes e profissionais que confiam e acreditam em nosso trabalho. Podem ter certeza que a Adélia Mendonça está sempre buscando novidades, desenvolvendo pesquisas e trabalhos científicos que serão a base de novos cosmecêuticos, em breve, no mercado brasileiro!


A farmacêutica industrial Joielle Mendonça, durante feira de estética


Adélia Mendonça Cosméticos © 2014. Todos os direitos reservados.